Em 2009, quando a Polysom foi reativada, havia 42 fábricas de vinil no mundo. Hoje são mais de 65 e a produção passa de 50 milhões de  unidades/ano.

Com o olhar voltado para esse crescimento, a Polysom venceu inúmeras barreiras para produzir discos de comprovada qualidade e foi, durante 8 anos, a única fábrica de vinil de toda a América Latina.

Hoje, além de ser a maior e melhor fábrica de toda a região, a Polysom faz renascer mais um sonho analógico com o retorno do cassete.

E estará pronta para o que mais vier pela frente!

AVISO IMPORTANTE: O prazo de fabricação é de 60 dias para compactos e LPs de 140 gramas pretos e de 90 dias para LPs de 180 gramas e todos os formatos coloridos, contados a partir da entrega e aprovação de todos os documentos e materiais e do pagamento da parcela inicial de 50%.

  • Os preços são estipulados em Reais e podem ser mudados sem prévio aviso.
  • Preços FOB na fábrica em Belford Roxo – RJ, com impostos já incluídos.
  • A Polysom é empresa optante do Simples Nacional.
  • É exigido 50% de depósito prévio sobre todos os pedidos, que só serão ativados a partir da confirmação do pagamento.
  • Pagamentos podem ser feitos via depósito bancário, boleto e também por cartão de crédito, caso em que haverá acréscimo de taxas no caso de parcelamento.
  • Prensagem mínima para LPs e Compactos é de 300 unidades. Para quantidades acima de 1.000 unidades, favor entrar em contato com comercial@polysom.com.br.
  • A quantidade solicitada poderá variar em até 5% (cinco por cento) para mais ou para menos e o Cliente aceita que, dentro desse limite, a cobrança seja feita pela quantidade real de produtos.
  • Os arquivos de áudio deverão ser fornecidos na ordem por lados, com os tempos de interfaixas desejados e com as músicas identificadas pelos seus números e nomes exatamente como constam na Guia de Rótulo.
  • A quantidade mínima de rótulos para cada título é de 500 pares. As artes podem ser enviadas em arquivos fechados (PDF, EPS ou TIFF), baseados nos gabaritos enviados pela Polysom, com resolução mínima de 300 dpi, sempre acompanhados das provas impressas e das indicações de cores (CMYK). Lembre-se de anexar todos os arquivos das fontes. O número do lote no rótulo é obrigatório. Rótulos brancos têm que ter obrigatoriamente o texto de fabricação.

  • Maiores detalhes poderão ser encontrados nas Condições Gerais da Venda do Pedido de Fabricação.
  • Alertamos que, em razão do processo de desidratação dos rótulos em forno de 130ºC, algumas cores podem sofrer alterações em sua aparência final.
  • A gramatura do disco, contratada pelo Cliente, pode sofrer pequenas variações de até 5%, para mais ou para menos, em função da operação das prensas.
  • Cores Possíveis para prensagem podem ser encontradas no mostruário disponível na seção Monte Seu Vinil, neste site. Não serão feitos discos na cor branca.
  • Especificações do Material Gráfico:
    Importante: O material gráfico será impresso por empresa escolhida pela Polysom, sendo que os preços aqui informados se referem à impressão de acordo com os gabaritos que serão fornecidos pela Polysom e as especificações de impressão conforme explicado abaixo.

    • Capa Externa: Cartão Bonet 350g, 4/0 cores
    • Capa Interna: Couche Matte 230g, 4/0 cores
    • Encartes: Couche Matte 170g 4/4 cores
  • Em alguns casos, a impressão de capas pode não corresponder ao desejo do Cliente, que vê as imagens de forma digital. Por isso, caso deseje que a gráfica siga rigorosamente os padrões que deseja, deverá fornecer uma prova de prelo no papel em que será impresso o material.
  • Veja aqui um importante Aviso Sobre Qualidade de Áudio – Vinil.

AVISO IMPORTANTE: O prazo de fabricação é de 20 dias para cassetes sem encartes e 30 dias com encartes, contados a partir da entrega e aprovação de todos os documentos e materiais e do pagamento da parcela inicial de 50%.

  • Os preços são estipulados em Reais e podem ser mudados sem prévio aviso.
  • Preços FOB na fábrica em Belford Roxo – RJ, com impostos já incluídos.
  • A Polysom é empresa optante do Simples Nacional.
  • É exigido 50% de depósito prévio sobre todos os Pedidos, que só serão ativados a partir da confirmação do pagamento.
  • Pagamentos podem ser feitos via depósito bancário, boleto e também por cartão de crédito, caso em que haverá acréscimo de taxas no caso de parcelamento.
  • Duplicação mínima é de 50 unidades. Quantidadades maiores serão feitas em múltiplos de 50. Para quantidades acima de 500 unidades, favor entrar em contato com comercial@polysom.com.br.
  • A Polysom duplica cassetes de 30′, 45′ e 60′. Nesses casos, o tempo máximo por lado é de
    14’30”, 22’00” e 29’30”, respectivamente.

  • As caixas acrílicas individuais já se encontram incluídas no preço.
  • Os arquivos de áudio deverão ser fornecidos na ordem por lados, com os tempos de interfaixas
    desejados e com as músicas identificadas pelos seus números e nomes exatamente como constam na Guia de Rótulo.
  • Cores Possíveis para as fitas podem ser encontradas no mostruário disponível na seção Monte Seu Cassete, neste site.
  • Especificações do Material Gráfico:
    – Rótulos: impressos diretamente no plástico das fitas, com impressão UV, dentro do limite máximo de 20% da área de impressão determinada no gabarito fornecido.
    – Encartes: Couche Matte 150 g 4/4 Cores CMYK.
    Importante: O material gráfico será impresso por empresa escolhida pela Polysom, sendo que os preços aqui informados se referem à impressão de acordo com os gabaritos fornecidos pela Polysom.
  • Veja aqui um importante Aviso Sobre Qualidade de Áudio – Cassete.

PERGUNTAS FREQUENTES – VINIL

A gramatura do disco influencia seu som? Um disco de 180 gramas tem mais qualidade do que um de 140 gramas?

De jeito nenhum. O que determina a efetiva qualidade é a profundidade dos sulcos, que não varia com a gramatura do disco. O desejo por discos mais pesados vem da experiência tátil ao se manusear um objeto mais pesado e espesso.

A Polysom produz discos coloridos? E picture discs?

A cor básica é a preta, mas a produção de discos coloridos também é possível, de acordo com a paleta de cores que pode ser consultada no site. A Polysom não produz picturediscs.

Discos coloridos têm qualidade sonora inferior?

Não, de forma alguma. Os elementos que integram a cor não alteram a constituição da mistura.

Como obter um orçamento para fabricação?

Aqui mesmo no site, na seção “Monte o seu vinil”, onde há um mecanismo de cálculo que estabelece o preço final a partir das informações preenchidas pelo Cliente. É bem fácil e rápido. Caso deseje outras informações, poderá obtê-las através do email comercial@polysom.com.br.

Qual o mínimo de unidades para produção?

300 unidades por título, sendo que quanto maior a quantidade, menor será o preço unitário. Para os rótulos, o mínimo a ser fabricado é de 500 unidades.

Por que há tão grande diferença entre o custo unitário de uma prensagem como a de 300 unidades para uma prensagem de 500 unidades?

Isto ocorre principalmente porque os custos de corte de acetato e galvanoplastia permanecem os mesmos independentemente de você encomendar 300 ou 500 unidades. Essas duas etapas são as mais caras do processo de produção de vinil, juntamente com a confecção de rótulos, cuja quantidade mínima requerida é de 500 unidades. Assim, quando a quantidade aumenta, o valor unitário tende a ficar expressivamente mais baixo.

Qual o prazo necessário para a fabricação?

O prazo de fabricação é de 60 dias para compactos e LPs de 140 gramas pretos e de 90 dias para LPs de 180 gramas e todos os formatos coloridos, contados a partir do instante em que os áudios, as artes, o contrato e toda a documentação sejam entregues e validados, bem como o pagamento da parcela inicial tenha sido efetuado. O Cliente pode contribuir para o cumprimento do prazo submetendo todos os materiais no mesmo instante em que aprova o pedido e evitando as correrias de última hora.

Que cuidados devem ser tomados ao se guardar o disco de vinil para que ele não empene?

O armazenamento de discos de vinil deve ser feito em local coberto e seco, mantido à temperatura ambiente, sem a incidência direta de raios solares e preferencialmente na posição vertical.

Que formatos de áudio são aceitos pela Polysom?

O Cliente pode enviar seus arquivos em .wav e .aif, de preferência em 24bits, na melhor conversão possível. A Polysom está apta a reproduzir esses formatos com grande qualidade. Também pode ser enviado em CD audio. É importante que as faixas estejam em ordem, com o Lado A e o Lado B separados. Os arquivos podem ser enviados fisicamente (correio) ou por Wetransfer, Dropbox, Sendspace ou similar.

Há alguma recomendação especial quanto à masterização do som para vinil?

A intenção é que o vinil reproduza fielmente o que está gravado. Por isso, a master enviada pelo Cliente tem que soar exatamente como ele quer ouvir sua música no vinil. Ou seja, qualquer ajuste no som deve ser feito pelo Cliente na sessão de masterização, antes do envio das masters à fábrica. Ao transferir a música para o acetato, a Polysom não altera o som enviado pelo Cliente, mas, algumas vezes, quando há excesso de altas e baixas frequências ou sinais fora de fase no original, mudanças podem ser operadas para melhorar o resultado. Por isso, recomendamos fortemente, para o melhor resultado, que o Cliente escolha um profissional de masterização familiarizado com as especificações do áudio de vinil.  Pedimos desculpas pela repetição nas recomendações, mas a intenção é deixar bem clara a importância de se fornecer o áudio adequado para o Corte de Acetato

Alguma outra dica quanto ao som?

A masterização para vinil pode ser rigorosamente a mesma que se faz para CDs. Entretanto, quando o som da voz de um cantor ou cantora, por exemplo, apresenta excesso de altas frequências nos sons de “s” e “f”, provavelmente isso causará uma distorção quando o disco for reproduzido. O mesmo acontece quando hi-hats e pratos de bateria e qualquer outra alta frequência são mixados com muita compressão e/ou equalização. Esses eventos se repetem nas frequências graves, também sensíveis aos excessos. A sugestão, portanto, é que nas mixagens feitas para vinil, de maneira geral, evite-se o excesso de compressão e de processamento digital, deixando os instrumentos soarem com o mínimo de alterações possíveis.

Há limites de tempos para os lados do disco?

Ao contrário do CD, os LPs e Compactos têm limitação de tempo, relacionada à qualidade final e ao volume de reprodução. As razões para isso têm a ver com o “comportamento” e a configuração do sulco. Por isso, para os LPs na rotação de 33 1/3 rpm, por exemplo, recomenda-se que os tempos dos dois lados sejam “balanceados”, que as gravações de áudio “pesado” sejam limitadas a 18 minutos por lado e que, mesmo quando os áudios forem de maior suavidade, nunca se ultrapasse os 22 minutos.

Mesmo não havendo precisão quanto aos fatores que incidirão no melhor resultado, na tabela abaixo sugerimos o que seria ideal e também os limites de tempo que devem ser observados para cada lado do LP (12”) e do Compacto (7”) nas rotações de 33 1/3 rpm e 45 rpm. Não se trata de uma tabela rígida, uma vez que sons de alta qualidade poderão ser alcançados acima dos tempos especificados e que esses tempos são dependentes diretos do espectro das frequências, da dinâmica e do volume. Assim como também é certo que para alguns gêneros musicais, como música eletrônica e outros onde se deseje ”peso” na reprodução, é altamente recomendável que os tempos sejam menores ainda. De qualquer forma, os áudios enviados à Polysom são sempre analisados previamente pelo operador de corte.

Qual é a razão para essa limitação de tempo no vinil?

Se o tempo exceder os limites, você notará uma queda de volume em relação à fonte de áudio. Também podem ocorrer “pulos” na música. A Polysom não poderá garantir a qualidade quando o tempo for superior aos limites estabelecidos.

Se eu sou o autor de todas as músicas e o dono do master, devo assim mesmo preencher e assinar a documentação autoral?

Sim, para que fique claro junto à Polysom que você detém a propriedade dos direitos.

O que devo fazer se tiver algum sample em minha gravação?

Sample, por definição, é qualquer som copiado de música gravada, transmissão de TV, filme, rádio, concertos ao vivo ou de qualquer outra fonte sonora. Independentemente de sua duração, característica ou quantidade, samples não autorizados constituem uma violação do direito autoral. Por isso, a Polysom exige, nesse caso, que uma autorização expressa do(s) titular(es) do direito – autores, artistas e companhias fonográficas – seja anexada ao Pedido de Fabricação, mesmo para produtos promocionais.

Que tipo de arte devemos enviar para a confecção dos rótulos e capas?

Apenas os arquivos fechados ou abertos (PDF, EPS ou TIFF), com resolução mínima de 300 dpi, sempre acompanhados das provas impressas e das indicações de cores, conforme determinado no pedido de fabricação e nos gabaritos fornecidos pela Polysom. Lembre-se de anexar todos os arquivos das fontes.

Como a Polysom imprime os rótulos?

A Polysom não usa papel para os rótulos, mas tinta UV de alta qualidade e performance diretamente sobre o plástico do cassete, de acordo com os gabaritos fornecidos

A arte dos rótulos pode omitir a sinalização de Lado A e Lado B?

Se os rótulos não tiverem a indicação de Lado A e Lado B, a Polysom não poderá se responsabilizar por qualquer problema de troca de lados.

A Polysom produz capas? Que outros serviços são oferecidos?

As capas podem ser fabricadas pela Polysom que as encomenda a gráficas parceiras. Entre os outros produtos e serviços que a Polysom oferece estão as inserções de cartões de download, colagem de adesivos, inserção de CDs, a finalização dos produtos com plástico termo encolhível (shrink) de alta qualidade e tudo o mais relacionado ao vinil. Para obter detalhes, o Cliente deve entrar em contato com comercial@polysom.com.br.

Como a Polysom garante a qualidade dos discos que fabrica?

A Polysom segue todos os parâmetros para fornecer produtos de qualidade, que são testados manual e visualmente um a um e ouvidos seguidamente, sendo que a cada 100 fabricados, um é ouvido integralmente. Mas a Polysom admite que erros podem ocorrer e eles serão reparados sempre que apontados. Para evitar problemas, sugerimos que o Cliente manuseie com cuidado os discos, estejam eles em envelopes de plástico ou de papel.

Por que devo escolher a Polysom para colocar minha música em vinil?

A Polysom comprovou, em oito anos de atuação após sua reativação, ser a melhor fábrica de vinil em toda a América Latina. Sua proximidade com o Cliente ajuda na troca de informações, rapidez das respostas e eficácia em eventuais adaptações. A Polysom já produz para inúmeras gravadoras e artistas brasileiros e estrangeiros. Experimente prensar seu próximo trabalho na Polysom e comprove a deliciosa experiência de ouvir sua música em vinil de alta qualidade.

Para outras informações, fique em contato com http://twitter.com/polysom ou escreva para comercial@polysom.com.br.

PERGUNTAS FREQUENTES – CASSETE

K7 ou Cassete?

A forma de escrever com o K e o número sete provavelmente foi uma abrasileirada que deram para se referir ao produto. O correto é cassete em português e com dois Ts na língua inglesa.

 

Fala-se muito que o cassete não tem qualidade. Isso procede?

Com a recuperação de máquinas profissionais, a Polysom está apta a produzir cassetes excepcionais. Mas trata-se de um formato específico que depende extremamente dos aparelhos de reprodução.

 

O que pode fazer o ouvinte para evitar os problemas?

Cassetes com bom som terão qualidade auditiva se as máquinas de reprodução estiverem alinhadas ou com suas partes mecânicas funcionando adequadamente. A maioria dos equipamentos existentes é muito antiga e de pouco uso, podendo causar intensas variações em seu resultado auditivo.

Alguns fatores podem influenciar diretamente e causar som abafado, variações de áudio ou diminuição de volume. São inúmeros os casos em que esses problemas são solucionados com a simples limpeza das cabeças de reprodução, de preferência com utilização de cotonete macio e álcool isopropílico.

Alguns problemas mecânicos podem ser resolvidos com a limpeza frequente dos rolopressores (pinch rollers), as pequenas rodinhas emborrachadas que conduzem as fitas no seu percurso. Nesse caso, a limpeza se faz simplesmente com um cotonete e água.

Infelizmente, em alguns casos o problema é de difícil ou nenhuma solução, especialmente aqueles em que o material do equipamento de reprodução apresenta fadiga e/ou corrosão pelo tempo, sendo bastante comum a deterioração de correias (belts), que impede a adequada operação mecânica dos motores.

 

O tempo do cassete influencia em seu som?

Não.

Que tempos de cassete são duplicados na Polysom?

No momento, a Polysom duplica cassetes de 30’, 45’ e 60’. Nesses casos, o tempo máximo por lado é de 14’30”, 22’ e 29’30”, respectivamente.

A Polysom duplica cassetes coloridos?

Sim, a paleta de cores pode ser consultada no site. No momento do pedido, será informado se a cor escolhida está disponível no tempo desejado.

Como obter um orçamento para duplicação?

Aqui mesmo no site, na seção “Monte o seu cassete”, onde há um mecanismo de cálculo que estabelece o preço final a partir das informações preenchidas pelo Cliente. É bem fácil e rápido. Caso deseje outras informações, poderá obtê-las através do email comercial@polysom.com.br.

Qual o mínimo de unidades para produção?

50 unidades por título, com múltiplos de 50 unidades, sendo que quanto maior a quantidade, menor será o preço unitário.

Qual o prazo necessário para a duplicação?

O prazo de fabricação é de 20 dias para cassetes sem encarte e 30 dias com encarte, contados a partir do instante em que os áudios, as artes, o contrato e toda a documentação sejam entregues e validados, bem como o pagamento da parcela inicial tenha sido efetuado. O Cliente pode contribuir para o cumprimento do prazo submetendo todos os materiais no mesmo instante em que aprova o pedido e evitando as correrias de última hora.

Que formatos de áudio são aceitos pela Polysom?

O Cliente pode enviar seus arquivos em .wav e .aif, de preferência em 24bits, na melhor conversão possível. A Polysom está apta a reproduzir esses formatos com grande qualidade. Também pode ser enviado em CD audio. É importante que as faixas estejam em ordem, com o Lado A e o Lado B separados. Os arquivos podem ser enviados fisicamente (correio) ou por Wetransfer, Dropbox, Sendspace ou similar.

 

Há alguma recomendação especial quanto à masterização do som para cassete?

Nenhuma, mas é importante ficar claro que excesso de agudos ou de graves poderão causar problemas de distorção. De qualquer forma, os áudios enviados à Polysom são sempre analisados previamente pelo operador.

 

Se eu sou o autor de todas as músicas e o dono do master, devo assim mesmo preencher e assinar a documentação autoral?

Sim, para que fique claro junto à Polysom que você detém a propriedade dos direitos.

 

O que devo fazer se tiver algum sample em minha gravação?

Sample, por definição, é qualquer som copiado de música gravada, transmissão de TV, filme, rádio, concertos ao vivo ou de qualquer outra fonte sonora. Independentemente de sua duração, característica ou quantidade, samples não autorizados constituem uma violação do direito autoral. Por isso, a Polysom exige, nesse caso, que uma autorização expressa do(s) titular(es) do direito – autores, artistas e companhias fonográficas – seja anexada ao Pedido de Fabricação, mesmo para produtos promocionais.

 

Que tipo de arte devemos enviar para a confecção dos rótulos e encartes?

Apenas os arquivos fechados em PDF, com resolução mínima de 300 dpi, sob sua inteira responsabilidade, uma vez que a verificação não irá além das informações obrigatórias. As artes deverão seguir os gabaritos fornecidos pela Polysom.

Os rótulos podem ser confeccionados pelo Cliente e enviados à Polysom?

Em razão do tipo especial de papel, do seu corte e do processo de colagem (ele é “soldado” ao cartucho por processo exclusivo), os rótulos só poderão ser impressos por encomenda da Polysom.

A arte dos rótulos pode omitir a sinalização de Lado A e Lado B?

Se os rótulos não tiverem a indicação de Lado A e Lado B, a Polysom não poderá se responsabilizar por qualquer problema de troca de lados.

A Polysom produz encartes? Que outros serviços são oferecidos?

De acordo com os gabaritos oferecidos, os encartes podem ser fabricados pela Polysom, que os encomenda a gráficas parceiras. Entre os outros produtos e serviços que a Polysom oferece estão as inserções de cartões de download, colagem de adesivos e a finalização dos produtos com plástico (shrink) de alta qualidade. Para obter detalhes, o Cliente deve entrar em contato com  comercial@polysom.com.br.

Como a Polysom garante a qualidade dos cassetes que fabrica?

A Polysom segue todos os parâmetros para fornecer produtos de qualidade, que são testados manual e visualmente um a um e ouvidos seguidamente, sendo que a cada 10 duplicados, um é ouvido integralmente. Mas a Polysom admite que erros podem ocorrer e eles serão reparados sempre que apontados. Para evitar problemas, sugerimos que o Cliente manuseie com cuidado os cassetes e os ouça em equipamentos de qualidade e em bom estado de conservação e alinhamento.

Lançamentos Polysom – Vinil